Procurando por...?

Carregando...

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil
Escritor, autor, formando em Ciências Contábeis pela Universidade de Caxias do Sul e Pós Graduado em Gestão da Comunicação Empresarial pela Anglo Americano de Caxias do Sul. Você também pode se comunicar com o blog através do e-mail estranhasverdadesrelativas@ymail.com

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O Caso de Dayse Cruz: Mais Uma Morte Hedionda


Atualizado em 25/08
---- Muitas vezes lemos ou escutamos notícias de pessoas assassinadas, protestamos, porém a revolta dura uma ou duas semanas e termina. Pois bem, agora quando o acontecido acontece com pessoas próximas, aí sim a revolta incendeia.
---- Desde segunda-feira Dayse Cruz, de 24 anos, estava desaparecida aqui em Caxias do Sul. Segundo testemunhas ela foi levada em um Astra por um homem chamado Marcelo Sidinei Pires, de 30 anos, com quem manteve um relacionamento por três meses. No domingo ela terminou o relacionamento ao descobrir que o cidadão era casado.
---- Na segunda feira perto do meio dia, ao sair de casa para trabalhar, Dayse foi abordada pelo homem que a colocou em seu carro e partiu dali. Testemunhas comentaram que escutaram os gritos, avisando os familiares que logo entraram em contato com a polícia já que Dayse não apareceu para trabalhar.
---- Marcelo, motorista da Visate (empresa que presta serviço de trafego interno na cidade), foi identificado como o homem que colocou Dayse no Astra. Na terça-feira pela manhã, Marcelo se envolveu em um acidente que causou a morte de outra pessoa ao colidir o ônibus da Visate contra um caminhão. Do hospital ele seguiu diretamente para a delegacia onde prestou depoimento e assumiu a autoria do assassinato de Dayse, minha amiga, e revelou ainda onde escondeu o corpo.
(Fotos: Jornal Pioneiro)
---- Marcelo foi encaminhado para a Penitenciária Industrial de Caxias de Sul e Dayse foi enterrada na tarde do sábado (25/08) em Carazinho, sua cidade natal.

Opinião:
---- É um absurdo o que acontece com estas “pessoas”. Este cidadão, ou melhor, monstro, chamado Marcelo Sidinei Pires que era casado, porém querendo bancar o machão/bonzão, se envolveu com outra mulher, escondendo a verdade sobre sua vida. Ao descobrir a verdade, a moça fez o certo: terminou o relacionamento. E o que ela ganhou fazendo a coisa certa? Sua morte nas mãos de um psicopata, de um ignorante que não aceitou o fim de seu caso!
---- Não é de hoje que notícias assim chocam esta cidade. Teve o caso dos empregados que mataram o ex-patrão, seu filho e o amigo do filho, o jovem de 18 anos que matou sua ex-namorada de 15 que estava no oitavo mês de gestação, o caso do jovem que matou a candidata a miss com ajuda da mãe, após seu padrasto, o caso de outro homem que assassinou uma jovem de 17 anos nas mesmas circunstancias já que era casado, porém iniciou um relacionamento que terminou quando ela descobriu a verdade sobre a outra família, dentre outros casos que mostram o quanto esta sociedade está caminhando para o fim.
---- Sim! Isto é tudo o que posso dizer. Pessoas não sabem mais lidar com pessoas. É um absurdo estas pessoas se acharem injustiçadas a tal ponto de cometerem um crime a sangue frio porque as outras pessoas estavam fazendo o certo, terminando algo que nem mesmo deveria ter começado. E agora eu pergunto: o que isso mudará a partir de agora?
---- Nada! Pior ainda é saber que acontecem tantas outras injustiças por aí que nem mesmo chegam ao nosso conhecimento. Apenas espero que esse sujeito seja condenado pelo assassinato de Dayse e pela morte do motorista do acidente que causou no dia seguinte ao assassinar minha amiga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails